quinta-feira, abril 07, 2005

Solução de Vida (Molejo Dialético)

Acreditei na paixão
E a paixão me mostrou
Que eu não tinha razão
Acreditei na razão
E a razão se mostrou
Uma grande ilusão

Acreditei no destino
E deixei-me levar
E no fim
Tudo é sonho perdido,
Só desatinos,
Dores demais

Hoje com meus desenganos
Me ponho a pensar
Que na vida paixão e razão
Ambas tem seu lugar

E por isso eu lhe digo
Que não é preciso
Buscar solução para a vida
Ela não é uma equação
Não tem que ser resolvida

A vida, portanto, meu caro, não tem solução


(Ferreira Gullar / Paulinho da Viola)